Home Artigos Baidu abre segundo laboratório de pesquisa no Vale do Silício
Baidu abre segundo laboratório de pesquisa no Vale do Silício

Baidu abre segundo laboratório de pesquisa no Vale do Silício

0
0

A empresa Baidu, conhecida como o “Google da China” e que já tem endereço no Vale do Silício, abriu seu segundo laboratório de pesquisa e desenvolvimento na região.

Segundo as informações do Silicon Valley Bunsiness Journal, a nova inauguração do laboratório representa um esforço renovado para atrair talentos locais.

Esse talentos são direcionados para trabalhar com inteligência artificial e os projetos de carros autônomos que a empresa desenvolve.

Além disso, o edifício de 36 mil metros quadrados em Sunnyvale abrigará até 150 engenheiros que trabalham na plataforma automotiva da Baidu, a Apollo.

E engenheiros focados na segurança da Internet.

A empresa rival da Google abriu seu primeiro posto avançado no Vale do Silício em 2011.

Em seguida, em 2014, abriu seu primeiro laboratório de P & D na região.

Trabalhos no laboratório da Baidu

Esse laboratório inicial emprega 200 pessoas, que continuarão a se concentrar em inteligência artificial e centros de dados.

Até recentemente, os esforços de pesquisa e desenvolvimento do Baidu haviam sido liderados pelo cientista-chefe Andrew Ng.

Ele deixou a empresa no início deste ano.

Ng é professor de ciência da computação na Universidade de Stanford, e cofundador  da Coursera, localizada em Mountain View.

Além disso, ele também liderou a equipe do Google Brain.

A empresa Baidu diz que espera poder continuar atraindo pessoas como a Ng para seus escritórios em Sunnyvale.

Por outro lado, a intenção é que as pessoas trabalhem com a resolução de novos problemas.

“Abrir um segundo site é uma progressão natural à medida que nossas equipes crescem e nossos esforços de recrutamento se expandem nos EUA”, disse Ya-Qin Zhang, em comunidado. Zhang supervisiona as operações da empresa nos EUA.

“O Vale do Silício está se tornando cada vez mais importante na estratégia global da Baidu como base para atrair talentos de nível internacional, conduzir pesquisa e desenvolvimento de ponta e fazer parcerias com as principais universidades e empresas.

O segundo laboratório da Baidu de Pesquisa e Desenvolvimento, em Sunnyvale,  empregará cerca de 150 pessoas.

A Baidu compromete 15% de sua receita em pesquisa e desenvolvimento.

Ele cresceu rapidamente na China depois que o Google foi repetidamente bloqueado lá.

E lutou para alcançar relevância fora do país.

No mês de setembro, a Baidu anunciou um fundo de US $ 1,5 bilhão para investir em empresas de inteligência artificial.

Informações extraidas do Silicon Valley Business Journal
Referência: http://missaonovaledosilicio.com.br/baidu-no-vale-do-silicio/


LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *